Conheça a droga que seria capaz de aumentar a inteligência


Pesquisadores da universidade de Oxford, no Reino Unido, encontraram uma droga capaz de melhorar a atenção, a memória, a aprendizagem e outras habilidades cognitivas de voluntários, sem efeitos colaterais graves. O medicamento é o modafinil, comumente usado para tratar a narcolepsia.
Como o modafinil afeta o cérebro?
Os cientistas analisaram 24 estudos que avaliam como a droga afeta as mentes de pessoas saudáveis. Os estudos tiveram testes que podem ser divididos em "básicos" e "complexos".
Nos testes básicos, apenas um sub componente da cognição é avaliado. Geralmente as tarefas executadas são bastante simples. Neles, os efeitos da substância não se mostraram excepcionais. Já nos testes complexos, os autores encontraram uma melhora considerável, principalmente em termos de atenção, concentração, captação de informações importantes, aprendizagem e memória e a função executiva, que inclui a capacidade de absorver dados e usários para construir planos ou estratégias.
Reprodução
Segundo os pesquisadores, são justamente as tarefas complexas que mostram se uma substância é capaz de melhorar a capacidade cognitiva. Ainda não se sabe com certeza como age o medicamento no cérebro. "A idéia que temos é que, alterando diretamente a concentração de um grupo de substâncias químicas no cérebro - chamadas 'catecolaminas' - o modafinil regula positivamente a atividade de atenção e o controle executivo do cérebro", explicam os autores.
Eu posso tomá-lo?
Por enquanto, a menos que o paciente tenha narcolepsia, a resposta é não. Apesar de a maior parte dos testes ter mostrado que não há efeitos colaterais graves, apenas insônia, dores de cabeça e de estômago, náuseas e boca seca. No entanto, não há informações sobre o uso prolongado do medicamento.
Os pesquisadores ressaltam que não há muitas pesquisas sobre a melhoria cognitiva para pessoas saudáveis, o que dificulta os testes.
Ainda que o modafinil seja comprovadamente seguro a longo prazo, é possível que ele não seja prescrito por médicos para pessoas saudáveis. Apesar dos benefícios, a substância continua sendo uma droga. Justamente por isso, a American Medical Association afirmou que vai "desencorajar o uso não médico de medicamentos para melhoria cognitiva em indivíduos saudáveis".
Compartilhar Google Plus

Autor Laudison Almeida

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial